quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

EGO TRIP - A Coletânea Do Momento (uma playlist do Roaming Rock)


Em um passado não muito distante as playlist eram popularmente conhecidas como Coletâneas. E vendia bem, ou seja, era tão popular quanto hoje... Nos anos 90 era bem engraçado, as coletâneas geralmente ganhavam nomes super criativos, tipo: Greatest Hits, Big Hits, Best Songs... e as vezes "Os maiores sucessos". hehehehe

 Quase um mês depois do retorno, a vida já deu uma reviravolta, e esse segundo post, pode ser a cara, ou não, do que vem pela frente. Inicialmente seria um post seria sobre alguns documentários muito bons que estão disponíveis na rede, sobre um pessoal foda na história do rock. Essa ideia surgiu depois que esse blog viu "Supersonic", sobre o Oasis e "20.000 dias na Terra", doc fodão com e sobre o gênio Nick Cave. No meio das pesquisas eu dei de cara com "Sem Dentes: Banguela Records e a Turma de 94"...As lembranças daquela década e daquele anos simplesmente pipocaram na linhas da memória. E digo uma coisa, se a gente soubesse que o mundo ia dar nisso, provavelmente tudo teria sido mais insano do que foi.

 1994 foi o ano em que comecei a fumar maconha e ano em que conheci o som do Beck, naquele ano foi trilha constante em rolês de bike. Eu tinha uma fita K7, de 90 minutos, e um walkman amarelo, teoricamente a prova d'água hehehehe. Sempre que eu fumava um, na época isso acontecia geralmente nos finais de semana, eu pegava essa playlist. Lembro que a batizei como "Coletânea EGO TRIP". Tinha Beck, White Zombie, Sonic Youth, Planet Hemp, Beast Boys, Shaggy, Breeders, Nirvana, Smashing Pumpkins, Cornelius, Charlatans, Mutantes e Mudhoney.

 Em 1994, Eu tinha 13 anos e fumava muito esporadicamente. Nesse ano teve o show do Sepultura no Hollywood rock. Pra sempre um dos melhores shows que já vi, e a lembrança da espectativa do Max Cavalera ser preso na Praça da Apoteose, via Multishow, na época um canal globosat. Só para constar, na minha opinião, essa edição do festival teve o PIOR Lineup de todos. O Sepultura deveria ter tocado na edição do ano anterior. Mais né, as vezes a história acontece diferente.

As vezes me perguntava, "Cara, o que seria da década de 90, com toda essa tecnologia?". Mas no final de Supersonic, o Noel (acho q é ele) diz, "O Oasis foi a ultima grande banda da história do rock. A última grande banda antes da internet." E isso me fez pensar, em como a geração da internet via canais tradicionais tem tentado desviar o caminho do rock, desde então. E apesar do que vc lê e, muitas vezes, é manipulado a ouvir e gostar, por que algum blog da hora, com milhões de acessos, e investimento de terceiros interessados, lhe diz que aquela é a banda do momento, pq ela estará em festival x ou z. Nos anos 90, não existia essa quantidade enorme de festivais e bons festivais independentes como hoje. No século XXI, o rock voltou a ser marginal e de certa maneira retorna as suas origens. E adivinha quem tá divulgando o bom e velho rock underground para o mundo neste novo milênio?... A evolução das famigeradas coletâneas em fita K7 (e depois CD e MD), é hoje a popular playlist do youtube.

 Fato do momento, esse post já se perdeu na viajem da ganja de PG, e agora caminha para o seu encerramento com a tradicional noticia de que tem umas 2 ou 3 "coletâneas a baixo, mais uns documentários que vc tem que assistir... Pq nesse exato, ao som do show do Sepultura no Hollywood Rock de 1994, a unica coisa que resta é a saudade de uma década que foi ducaralho, e parafraseando Noel Gallagher; "Os anos 90, foram a última grande década da música e das artes antes da internet. Com certeza a década mais contundente desde os 60.
 E é isso galeris, um playlist com o famoso "DE TUDO UM POUCO", e vale ressaltar que depois do Flaming Lips a pira é outra... fiquem na paz e até a próxima!




link para o documentário do OASIS: SUPERSONIC
Supersonic: Oasis

terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Um ano, 5 meses e 1 semana depois...

Talvez um dia você leia em um site qualquer: Aconteceu no sétimo ano...




No dia 10 de janeiro de 2010, nascia na cidade de Londres- UK o Roaming Rock. Que foi bem ativo nos primeiros quatro anos. No quinto ano de vida já era programa de rádio e tornou-se também organizador de eventos. Quase rolou um programa de tv, mais bateu na trave em 3 ocasiões. O reconhecimento nacional e intercontinental aconteceu quando este blog estava baseado em Londrina. Em agosto de 2015, por motivos de força maior, o Roaming Rock entrou em uma espécie de período de hibernação que durou todo o (estranho) ano de 2016.

E eis que numa conjuntura loca do universo este espaço retorna direto de Curitiba, relatando o que de mais doido e loco tá rolando na música mundial...Com sede de música, vídeos, shows e eventos... E Festivais!
 Esta volta vai explorar um lado mais maduro, irreverente, profissional e provocador. Neste 2017 este blog vai ter #sextape com o melhor som do brasil e da gringa, tudo junto e misturado. Entrevistas e posts curiosamente diferentes, entre outras surpresas que vão servir como mais uma argola na corrente da cultura underground brasileira.

 Para celebrar esse retorno, nossa primeira #sextape com as #canções mais ouvidas pelo +Roaming Rock no período de hibernação.

Essa tape, que você pode baixar, começa com uma das canções mais inspiradas do rock alternativo de 2016. Devil's Mark da banda paulistana #INKY com participação da banda +Bixiga 70, na sequência tem a No Wave experimental do Viva L'american Death Ray Music, os veteranos do Kula Shaker e a banda que promete ser a sensa gringa deste 2017, o CAR SEAT HEAD REST.
 Lógico que o camaleão não ia ficar de fora, Na faixa 5 fazendo cover do #Pixies. As faixas 6 e 7, ficaram com #Turbo Fruits e #Monotonix. A oitava canção desta #sextape, os amigos virtuais do Fuzzcake com uma ótima canção sobre maconha, vinho e chocolate. Depois dos franceses três bandas brasileiras fodásticas.
 De londrina, guarde bem esse nome, ETNYAH com seu rock brasileiro dos anos 1990, guitarras que vão do groove funkeado ao peso, com baixo a sublinha-las enquanto a batera e percussão criam um clima dançante. Samplers, teclados e uns metais aqui e ali mostram que o conjunto da obra é sólido. Tudo broder, tudo artista foda! Depois tem uma banda gaucha com vocalista londrinense (amigona do Roaming Rock) e aquela guitarrinha e aura de filmes B dos anos 1950 que vc ouve nos filmes descolados do underground. Com certeza uma das bandas mais curiosas do Brasil atualmente, a MARY O AND THE PINK FLAMINGOS. Depois de "Terror no Dona Neca, vem o petardo "Freemind" dos irmãos mineiros na forma da banda Muñoz, seguido pela garage rock psychadelic dos canadenses Demon's Clows.
A penúltima faixa, ficou nas mãos e voz de mais uma banda Londrinense. O ESCOPO, do amigo Thiago Ponti, com Explicação. A penúltima faixa dessa primeira sextape o duo Godasadog demonstra um estilo eletrônico minimalista aliado a uma das melhores letras do ano. Fechando essa primeira coletânea/playlist deste retorno do Roaming Rock o Dj e produtor Norte Americano Lucas MacFadden, mais conhecido como Cut Chemist. That's all Folks!

PS: Para baixar nossa Sextape Vol. 1, clique no link abaixo da imagem...



1- Devil's Mark - INKY feat Bexiga 70 
2- Oh Libertine - Viva L'american Death Ray Music 
3- Infinite Sun - Kula Shaker 
4- Vincent - CAR SEAT HEAD REST 
5- Coctus - David Bowie 
6- Get ou Get on down - Turbo Fruits 
7- set me free - Monotonix 
8-  Weed, wine, chocolate and wine again - Fuzzcake
9- O Céu  - (Etnyah) 
10-  terror no dona neca - (Mary O and the Pink Flamingos)
11- Freemind - Muños 
12- trip to the clinic - Demon's clows 
13- explicação -  Escopo 
14- festa - Godasadog 
15- the audience is listening theme song - Cut Chemists 

segunda-feira, 3 de agosto de 2015

Fidlar Live at Best Kept Secret Festival 2015 (Full)



βυΞИΘΖ Ɗ!ΔS ϺΘИƊΘ β!ΖΔЯRΘ

segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

RIP JOE COCKER



Nascido a 20 de Maio de 1944 em Sheffield, Inglaterra, Joe Cocker morreu nesta segunda-feira, aos 70 anos em decorrência de um cancro do pulmão.

Joe criou perto de 40 álbuns e era conhecido pela voz grave e rouca, também será lembrado pelos movimentos espasmódicos no palco e pela intensidade que colocava na interpretação. A sua especialidade eram as versões de temas alheios.

De origem proletária, iniciou a carreira como cantor pop (com o nome de Vance Arnold) nos anos 1960, acabando por encontrar o seu lugar, já como Joe Cocker, cantando música soul e rock, no circuito de bares da Inglaterra.



Em Novembro de 1968 alcançou o primeiro lugar do top inglês com a versão dos Beatles de "A little help from my friends", que na sua voz vulcânica ganhou uma tonalidade mais dramática e próxima dos blues.

A sua carreira mudou definitivamente quando cantou a canção de John & Paul no festival de Woodstock em Agosto de 1969, tinha então 25 anos. O baterista Ringo Starr foi um dos primeiros músicos a lamentar a morte do amigo através do Twitter: "Adeus e Deus abençoe Joe Cocker. Paz e amor", escreveu o baterista.


Nós do Roaming Rock desejamos muitas alegrias ao velho Joe em sua nova jornada...


segunda-feira, 29 de setembro de 2014

A primavera do Rock

2014 vai entrar para a história da humanidade por vários motivos: Corrida eleitoral,  copa do mundo, 50 anos do golpe militar, Guns and Roses em Floripa, cinema, canções que libertam os neurônios, e pessoas... Site, nova sede e novos eventos!



Desde 2010 nós estamos nos corres. Um passo de elefante por ano. E é por isso que 2014 não passaria em branco. O ano começou prometendo, e caminha para que tudo se acerte da maneira mais gonzo possível. Para citar a frase do ano, "Tudo conversado, nada resolvido", nossa única certeza até o momento é que as histórias de 2014 sempre retornarão. Por que as vezes elas voltam!

A nova sede do Roaming Rock, vai funcionar como uma espécie de espaço de artes  multidisciplinar insubordinada. Esse novo espaço vai receber festas, encontros, exposições e exibições além de promover novos artistas.

Surgindo do underground virtual para ajudar e somar na nova cena cultural da cidade, o Paço de Artes Roaming Rock recebe sua primeira festa já em outubro... pertinho do feriado, bem no centro da cidade!


Mas não vai ficar só nisso, o Roaming Rock vai terminar o ano com um super evento com proposta totalmente diferente do que ja foi feito por aí. Sem falar do nosso novo canal do youtube...
Tudo isso para que nessa primavera o rock e cultura underground londrinense floresçam e que os grandes artistas desta cidade possam espalhar sua loucura brasil afora.

terça-feira, 23 de setembro de 2014

O Roaming Rock e o Natal entre Locos!!!



2014 termina como o ano de menor atividade do Roaming Rock. poucas festas, nem um evento e baixíssimo número de postagens neste blog e o fim do programa de rádio na Alma Londrina. O Site ainda está quase finalizadoe inicia suas atividades no aniversário de cinco anos deste blog. Tb vai rolar festinha comemorativa na nova sede do Roaming Rock. Agora na Rua Paraíba, pertinho do SESC (Rua Fernando de Noronha). 2015 verá maior atividade artístico cultural por parte do ЯR



Para encerrar 2014 o Roaming Rock se une a Barca de Papel para realizar o primeiro Natal entre Locos. Em local secreto,a  festa para convidados terá palco aberto e apresentação de bandas de rock psicodélico do underground lonsrinense. Também vai rolar aquela discotecagem esperta. O line up completo e mas detalhes na próxima postagem deste blog.






sexta-feira, 5 de setembro de 2014

EM BREVE (novo Roaming Rock)

Nós não estamos mortos... Muita coisas aconteceram nestes últimos 4 meses e este blog está voltando com tudo, passando por uma mudança total. O novo roaming rock ressurge das trevas, não só com nova id visual, mas também com muitas novidades para agitar toda a cena internética.

Video, design, comida espacial, politica, cultura undergorund, as melhores canções do planeta (para downloads exclusivos) e muita festa nessa nova fase. Ainda não dá para entregar muito, mas quem tá ligado nas redes sociais do Roaming Rock já ta sabendo sobre os novas aventuras deste blog.

Tem muita banda foda conversando com Opium Jones e nossos leitores vão conhece-las e pirar o cabeção através deste espaço. Dentre algumas novidades, o fim do nosso programa de radio na alma e a reativação de nosso canal do youtube. Novos patrocinadores e investidores serão apresentados em breve.



Mês que vem rola lançamento do nosso site. Lá vc vai poder conferir tudo sobre as principais festas de londrina, do brasil e do resto do planeta. A partir do dia da independência, este espaço passa a ter compromisso semanal com seu leitor. Antes de acabar 2014 você vai tomar a nossa breja numa festa muito pirada. É isso mesmo, 2014 vai terminar com lançamento da nossa marca de cerveja... mas não só.

Por enquanto é isso pessoal. Neste final de semana, quem estiver em Araraquara (SP) pode se divertir no festival Araraquara Punk, que vai contar com abertura do nosso querido Opium Jones além de shows de Funeral e Olho Seco e outras 7 bandas e se tudo der certo... rola uma apresentação extra na madrugada do dia 6, no famoso Arte e bola...

Antes de terminar este post de retorno, nós disponibilizamos 2 bandas que tem feito nossa cabeça nos últimos meses. Os estadunidenses do Fidlar e os franceses do FUZZCAKE.



FIDLAR é skategaragepunk de Los Angeles, Califórnia.

Tem contrato com a Mom + Pop Music e Wichita Recordings no Reino Unido e Dine Alone Records, no Canadá.

O nome da banda é uma sigla para "Fuck It Dawg, Life's a Risk" um mantra de skate adquirida a partir de ex-companheiros de quarto do cantor Zac Carper.

Originalmente, o nome da banda seria 'Fuck The Clock', conforme citado na canção 'Cheap Beer'.

Três anos depois de gravar suas primeiras músicas, já pisou no palco com The Black Lips e saiu em turnê com o The Hives . [ 4 ]

Foram citados entre as '40 Melhores Bandas Novas de 2012', segundo o site gringo Stereogum


O FUZZCAKKE, é uma banda francesa da qual não sabemos nada... mas os caras entraram em contato através do nosso canal no youtube e nós piramos com o som deles, quem sabe vc não vê um show deles por aqui em 2015... até lá vc fica com o que conseguimos baixar deles até o momento, lembrando que este download tem a benção dos brodérs!!!